Países decidem suspender importação de carne brasileira

Governo tenta dar uma resposta rápida para tranquilizar os consumidores do Brasil e do Exterior, já acostumados com as carnes brasileiras. A operação carne fraca, desencadeada pela Polícia Federal, na última sexta-feira (17), trouxe à tona um esquema de corrupção entre alguns fiscais federais agropecuários e frigoríficos, que tinham a liberação de carne adulterada. A China foi o primeiro país a comunicar nesta segunda-feira (20), a suspensão temporária das importações. 

Em Bruxelas, na Bélgica, o porta voz da Comunidade Europeia, Enrico Brivio, também anunciou o fechamento temporário do mercado europeu para as empresas que estão sendo alvo de investigação. O governo já previa reações como essa e para tentar conter os danos procurou agir rápido. 

Neste domingo (19), o presidente Michel Temer se reuniu com ministros, representantes do setor produtivo e embaixadores de países que importam a carne brasileira. O objetivo foi deixar claro que o sistema de fiscalização federal é seguro, que a carne tanto a vendida no país quanto a que vai para o exterior tem qualidade e as irregularidades foram pontuais. 

O Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil disse que o sistema de fiscalização da carne é seguro, mas teme que haja especulação e que o preço do boi caia para o produtor. 

Acompanhe!

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário