FPA e entidades do setor discutem reforma previdenciária

A Frente Parlamentar da Agropecuária (Fpa), e entidades do setor produtivo discutiram nesta segunda-feira (20), na capital paulista, a reforma da previdência. Durante o seminário, realizado na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do estado de São Paulo (Cna), apresentou com proposta com sugestões de mudanças ao texto original da reforma. 

Entre os principais pontos, o documento defende a manutenção da idade mínima para aposentadoria em 60 anos e o tempo de contribuição em 15 anos para os trabalhadores rurais. 

Para o presidente da FPA, o deputado Nilson Leitão, as questões do setor rural devem ser tratadas de forma diferente. Acompanhe.


Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário