No inverno faz frio, no inferno calor

• No inverno faz frio. Óbvio. E tem gente surpresa com isso. Ondas de frio, com nevascas e geadas, marcaram o mês de julho e a passagem para agosto no Sul e no Sudeste do Brasil. Sobretudo, em regiões de altitude. As geadas podem trazer prejuízos para cafeicultura, fruticultura, hortaliças alguns cultivos de inverno e até para o restinho de milho safrinha.
Sobre o efeito da geada na erradicação do café no Paraná:
https://www.youtube.com/watch?v=u-L8oYNCzMo
https://www.youtube.com/watch?v=cRH-hxeOGq8

• Frio na lavoura não é só má notícia. Na outra face da moeda do inverno, o frio é benéfico para a agricultura. Um dos maiores benefícios é sanitário. O frio destas semanas reduzirá, em muitas situações, as populações de insetos-praga, a proliferação de doenças e até de plantas daninhas. Esse efeito sobre pragas e doenças trará economia no uso de defensivos e até em herbicidas na próxima safra de verão.

• A atuação da vigilância e da defesa sanitária é ampla em todas as etapas e processos, da produção ao consumo relacionados direta ou indiretamente com a saúde. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) é responsável por criar normas, regulamentos nesse tema e trabalha junto com a área de Defesa Sanitária do MAPA.
Sobre a vigilância sanitária:
https://bvsms.saude.gov.br/05-8-dia-nacional-da-vigilancia-sanitaria/

• A vigilância agropecuária é fundamental para a saúde pública e o desenvolvimento econômico do Brasil. Além de evitar o ingresso e a disseminação de pragas e doenças, a vigilância agropecuária busca impedir a entrada de mercadorias com risco zoossanitário, fitossanitário ou sanitário para o agronegócio. Assim, os produtos agropecuários brasileiros atendem às exigências de países importadores e garantem o sucesso das exportações.
O Brasil possui um sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro). São 102 unidades técnicas em aduanas de interior, aeroportos, postos de fronteira, portos e unidades regionais. O Vigiagro atua tanto nas importações quanto nas exportações brasileiras. Nesta semana vale homenagear o trabalho dos fiscais da defesa agropecuária em todo o país.
Sobre a vigilância agropecuária ver:
https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/imagens/vigiagro.png/view

• A chuva acompanhou o frio. Ela repôs um pouco da água tão necessária neste momento em solos, rios e reservatórios. O frio do inverno é também uma benção nos ecossistemas. Aumenta a oxigenação das águas em rios, lagos e represas. Facilita o trabalho das bactérias na depuração dos poluentes.

• O acúmulo de horas de frio e o choque das baixas temperatura induzirá floradas magníficas em diversas espécies de árvores cultivadas e também na natureza. É bom para parte da fruticultura.

Compartilhar

Deixe seu comentário