Bem da Terra: Fique por dentro das notícias do agro

No primeiro bloco do Bem da Terra desta terça-feira (04), a jornalista Renata Afonso trouxe os seguintes destaques:

-O mercado passou a ver crescimento econômico mais forte neste ano e taxa básica de juros mais alta em 2022, de acordo com a pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central.

-Os embarques de soja em grão e milho fecharam o mês de abril com bons resultados. No caso da soja, as exportações atingiram o maior volume mensal da história, com mais de 17 milhões de toneladas.

-Produtores rurais terão acesso a um programa de financiamento para modernizar ou instalar sistemas de irrigação.

-O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Senar, lançou o aplicativo "Estante Virtual Coleção Senar".

-A Secretaria de Agricultura de Santa Catarina está incentivando o cultivo de cereais de inverno, com o objetivo de reduzir a dependência de milho e os custos de produção, além de aproveitar terras que ficam ociosas nessa época do ano.

-A quebra na safra de feijão pode ser de 30%. De acordo com o IBRAFE, Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses, a diminuição na oferta vai provocar o aumento dos preços.

-Governo brasileiro assinou um memorando de entendimento com a Global Fishing Watch. A plataforma promove a transparência de dados no rastreamento de embarcações de pesca dos países signatários.

-A campanha de vacinação contra febre aftosa já começou. Mais de 170 milhões de animais devem ser vacinados em quase todos os estados brasileiros.

-A Associação Nacional do Transporte de Cargas d Logística divulgou um levantamento que aponta pouco mais de 14 mil ocorrências de roubos de cargas em 2020.

-Abril foi o melhor mês da história para as exportações de proteína animal. Houve recordes nos embarques de carne de frango, bovina e suína, segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

-O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Ipea, apontou que os preços das carnes devem continuar firmes até o fim do semestre.

-Com desvalorização do dólar frente ao real, os preços da soja recuaram no mercado brasileiro na última semana.

-Para incentivar a produção do milho em Sergipe, foi prorrogada a redução do ICMS, imposto sobre circulação de mercadorias e serviços.

-Enquanto a demanda por mandioca cresce, a estiagem obriga produtores a interromper a colheita.

Confira!

Compartilhar

Deixe seu comentário