Bem da Terra: fique por dentro das notícias do agro

No Bem da Terra desta quarta-feira, 13, com apresentação de Pedro Costa, você confere os seguintes destaques:

- O governo de São Paulo lançou um programa para tentar minimizar a crise hídrica que muitas cidades do interior estão enfrentando.

- O fenômeno climático La Niña, que está causando a cheia no norte e a estiagem no sudeste, deve se intensificar no começo de 2022.

- A seca histórica que atinge o Pantanal deverá provocar um período de vazante recorde na região. A vazante é um fenômeno típico de períodos de seca, quando o nível das águas baixa, expondo mais áreas de campos e morros. Nesse período, o céu fica mais estrelado e os animais que haviam se dispersado com a cheia, ocorrida entre outubro e março, voltam às planícies.

- Os deputados estão se movimentando em Brasília para tentar baixar o preço dos combustíveis.

- A dificuldade para armazenar a produção virou uma enorme dor de cabeça para os produtores mato-grossenses.

- Na avaliação da Scot Consultoria, o caso de peste suína clássica, não deve impactar as exportações brasileiras, principalmente para a China.

- A alta nos custos da produção de café tem sido repassada aos consumidores, é o que revela uma pesquisa da associação que representa a indústria do grão. A Abic prevê ainda que novos aumentos no preço devem acontecer daqui pro fim do ano.

- O relatório divulgado pelo departamento de agricultura dos Estados Unidos aumentou a projeção global da safra de milho e soja em 2021/22.

- Ontem foi celebrado o dia nacional do agrônomo, um profissional de grande importância para o sucesso do agronegócio brasileiro. Com a alta demanda do setor e o campo com cada vez mais recursos técnicos, esses profissionais buscam formas de se especializar. Para falar sobre esse assunto, o jornalista Pedro Costa entrevistou o diretor geral, Juliano Silva.

- Um grupo de empresários e o governo de São Paulo chegam a ExpoDubai no fim deste mês. A intenção é promover o estado paulista na maior exposição mundial e atrair investimentos.

Acompanhe!

Compartilhar

Deixe seu comentário